terça-feira, 28 de dezembro de 2010

É isso aí



Amor em paz

Eu amei
Eu amei, ai de mim, muito mais
Do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer
E me desesperar

Foi então
Que da minha infinita tristeza
Aconteceu você
Encontrei em você a razão de viver
E de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Porque o amor é a coisa mais triste
Quando se desfaz

Vinícius de Moraes

Meio Almódovar


Exagerada toda a vida: minhas paixões são ardentes; louca do tipo desvairada; briguenta de tô de mal pra sempre; durmo treze horas seguidas; meus amigos são semi-irmãos; meus amores são sempre eternos e meus dramas, mexicanos!
Clarice Lispector
Imagem: Evgen Bavcar

Diferença/Igualdade

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Com permissão de Gabriela


"...Amor é a gente querendo achar o que é da gente..."
Coisa lindíssima...do blog Demora para Riobaldo Tatarana
Imagem: Evgen Bavcar

Essa que tô ouvindo é linda


Por que você às vezes
Se faz de ruim?
Tenta me convencer
Que não mereço viver
Que não presto, enfim
Saio em segredo
Você nem vai notar
E assim sem despedida
Saio de sua vida
Tão espetacular
E ao chegar lá fora
Direi que fui embora
E que o mundo já pode se acabar
Pois tudo mais que existe
Só faz lembrar que o triste
Está em todo lugar
E quando acordo cedo
De uma noite sem sal
Sinto o gosto azedo
De uma vida doce
E amarga no final
Saio sem alarde
Sei que já vou tarde
Não tenho pressa
Nada a me esperar
Nenhuma novidade
As ruas da cidade
O mesmo velho mar
Composição: John (Pato fu)
Imagem: Evgen Bavcar
OBS: Você pode ouví-la lá embaixo;)

O que toca no meu carro esta semana

Veja que com flores a vida flui


Imagem do blog lovedecor

Aquilo que chamam de lar


Na minha casa nova quero janelas para o jardim...quero flores...inclusive girassóis...quem sabe pássaros cantando...quero amor e abraço apertado...quero chá da tarde e cheiro de pão quentinho...quero sentar no chão para brincar com os meus meninos...quero construir cada cantinho com amor e paciência...quero fazer o lar de verdade...com flores, perfumes, sentidos, amores, virtudes...daquele tipo casa de tijolo...onde o lobo mau pode soprar...soprar...soprar...mas nunca haverá de derrubar...afinal...o que o amor constrói...nada será capaz de destruir.
Wandréa Marcinoni
Imagem do blog lovedecor

domingo, 26 de dezembro de 2010

Plácidas memórias de uma loira em polvorosa


Eu...a garota do girassol...por vezes ando fora da moda. Meio que não há um referencial e não sou bem àquela que devem seguir. Sou alguém com dúvidas e acertos como qualquer um...não sou facilmente perceptível a olhos tendenciosos...mas para àqueles que possuem as armas certas...sou presa fácil...falta apenas o dom da verdade...da palavra sincera que derrama as verdadeiras intenções em um tapete vermelho...me firmo e instalo em terreno de areia movediça...e isso é mal. tenho sentimentos fortes...bem fortes...e eles são meu guia pelo espaço escuro, turbulento, enevoado...não sou cega...vejo com nitidez digital...e esse é meu mal...enxergar além das fronteiras...e como em um último suspiro expressar em letras escritas a real história...que talvez jamais será escrita...
Wandréa Marcinoni
Imagem: Timothy Archibald

Ouvindo esta



Esta cova em que estás com palmos medida
É a conta menor que tiraste em vida
É a conta menor que tiraste em vida
É de bom tamanho nem largo nem fundo
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a parte que te cabe deste latifúndio
Não é cova grande, é cova medida
É a terra que querias ver dividida
É a terra que querias ver dividida
É uma cova grande pra teu pouco defunto
Mas estarás mais ancho que estavas no mundo
estarás mais ancho que estavas no mundo
É uma cova grande pra teu defunto parco
Porém mais que no mundo te sentirás largo
Porém mais que no mundo te sentirás largo
É uma cova grande pra tua carne pouca
Mas a terra dada, não se abre a boca
É a conta menor que tiraste em vida
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a terra que querias ver dividida
Estarás mais ancho que estavas no mundo
Mas a terra dada, não se abre a boca.
Composição: Chico Buarque de Hollanda / João Cabral de Mello Neto

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Vi hoje

Frases de efeito


"Mar manso não faz bom marinheiro"...mas não precisava ser um Tsunami...
Imagem: Benjamim Lacombe

Há isso em mim


"Quem coleciona selos para o filho do amigo; quem acorda de madrugada e
estremece no desgosto de si mesmo ao lembrar que há muitos anos feriu a quem
amava; quem chora no cinema ao ver o reencontro de pai e filho; quem segura
sem temor uma lagartixa e lhe faz com os dedos uma carícia; quem se detém no
caminho para ver melhor a flor silvestre; quem se ri das próprias rugas;
quem decide aplicar-se ao estudo de uma língua morta depois de um fracasso
sentimental; quem procura na cidade os traços da cidade que passou; quem se
deixa tocar pelo símbolo da porta fechada; quem costura roupa para os
lázaros; quem envia bonecas às filhas dos lázaros; quem diz a uma visita
pouco familiar: Meu pai só gostava desta cadeira; quem manda livros aos
presidiários; quem se comove ao ver passar de cabeça branca aquele ou
aquela, mestre ou mestra, que foi a fera do colégio; quem escolhe na venda
verdura fresca para o canário; quem se lembra todos os dias do amigo morto;
quem jamais negligencia os ritos da amizade; quem guarda, se lhe deram de
presente, o isqueiro que não mais funciona; quem, não tendo o hábito de
beber, liga o telefone internacional no segundo uísque a fim de conversar
com amigo ou amiga; quem coleciona pedras, garrafas e galhos ressequidos;
quem passa mais de dez minutos a fazer mágicas para as crianças; quem sabe
construir uma boa fogueira; quem entra em delicado transe diante dos velhos
troncos, dos musgos e dos liquens; quem procura decifrar no desenho da
madeira o hieróglifo da existência; quem não se acanha de achar o pôr-do-sol
uma perfeição; quem se desata em sorriso à visão de uma cascata ; quem leva
a sério os transatlânticos que passam; quem visita sozinho os lugares onde
já foi feliz ou infeliz; quem de repente liberta os pássaros do viveiro;
quem sente pena da pessoa amada e não sabe explicar o motivo; quem julga
adivinhar o pensamento do cavalo; todos eles são presidiários da ternura e
andarão por toda a parte acorrentados, atados aos pequenos amores da
armadilha terrestre."
Texto: Paulo Mendes Campos
Imagem: Benjamim Lacombe

Como é bom ouvir essas coisas


Hoje tava lendo alguns textos postados na internet sobre coisas legais que as crianças falam...e eu também tenho as minhas..por exemplo: Pedro costuma dizer quando vamos para o banho que depois do shampoo, eu tenho que passar o ar condicionado(leia-se: condicionador)...ou quando pergunto a ele o que nós vamos fazer depois de ler historinhas para ele dormir...e ele responde: "caçar frango faminto!"...sim...amo muito tudo isso...e aguardo com uma ansiedade grande a hora que meu Gabrielzinho também esteja a me falar essas deliciosas travessuras...quero que seja logo...mas meu coração marcado por tantas e tantas coisas...sabe que agora é hora de esperar...
Wandréa Marcinoni
Observação importante: devo ler 4 livros para ele pois ele tem 4 anos. Esperto, não?

Ouço e indico

domingo, 19 de dezembro de 2010

Força interior


Há um espaço "pequeno"...em nossa existência...que nós podemos chamar felicidade...algumas horas...alegres...felizes...isentas de cobrança...que nos separam da correria do dia-a-dia...bons momentos são assim ...e estou brindando a eles.

Menina


De onde tiramos tantas idéias, críticas e opiniões? O que forma nossa essência...como nos percebemos? Eu tenho o hábito de não me expressar adequadamente...por conta da já tão conhecida timidez. Sou dúvida sempre...pois não sou clara a não ser na pele...sou confusão...e algumas vezes falo frases desconexas...se...eu falasse tudo que penso...sem travas morais...tenho convicção de que melhor seria...pois às vezes me vejo em desconforto por não ter sido fiel ao meu pensamento...Há briga...entre o ego...o superego e o id...coisas de um girassol.

Ouvindo esta


All My Loving
Close your eyes and I'll kiss you
Tomorrow I'll miss you
Remember I'll always be true
And then while I'm away
I'll write home everyday
And I'll send all my loving to you

I'll pretend that I'm kissing
The lips I am missing
And hope that my dreams will come true

And then while I'm away
I'll write home everyday
And I'll send all my loving to you

All my loving I will send to you
All my loving, darling, I'll be true

Close your eyes and I'll kiss you
Tomorrow I'll miss you
Remember I'll always be true
And then while I'm away
I'll write home everyday
And I'll send all my loving to you

All my loving I will send to you
All my loving, darling, I'll be true
All my loving, All my loving
All my loving I will send to you
The besouros...

Eu te amo, sabia?


Quando o natal está por perto...a primeira idéia que se faz em minha cabeça...sem qualquer sombra de dúvida...é a idéia de família. É...eu sou realmente vidrada nessa idéias de compartilhar momentos com pessoas que você ama...independente de qualquer coisa...não penso em presentes...como materialidade...penso como mimo...como forma de dizer: "ei, eu te amo, sabia?"...pois então...deixando pra trás a idéia de perfeição(tudo certo em linha reta)...indico um blog que é tudo de bom: Para Francisco...de Cristiana Guerra...onde há um relato sincero do que o amor é capaz de construir...não é a família perfeitinha...é como se descobrir...diante de situações...tristes...e construir vida...há o livro também...só que fui na Cultura e "dei com os burros n'água"...mas encomendei...posto abaixo um texto do blog...com memórias dessa época:
"Em um dia de dezembro do ano passado, não sei por que, sugeri a seu pai que fizéssemos um jantar aqui em casa, para alguns amigos queridos. E ao jantar dei o nome de "Primeiro Natal do Francisco". Ele adorou a idéia. Tinha um prazer enorme em cozinhar para os amigos. E tinha um motivo e tanto para comemorar: éramos uma família. Por uma deliciosa coincidência, nossos amigos Cecília e Gustavo, que moram na Suécia, estariam presentes naquele fim de semana e finalmente poderíamos conhecer Matteo, nascido por lá. E este foi o seu Natal com seu pai, filho. Você, tão pequeno dentro de mim, fez nascer um sorriso novo naquele rosto e, com ele, um entusiasmo para ser ainda mais intenso e carinhoso. Juntos sonhávamos com o Natal de 2007, imaginando o quanto você estaria fofo aos nove meses e como esse nosso Natal seria feliz. Ele resolveu transformar essa alegria em presentes para cada um da família. A começar por seus primos, filhos dos meus irmãos, que ele estava orgulhoso em chamar de "meus sobrinhos". Hoje faz exatamente um ano que passamos o início da noite com minha família e a outra parte com a família do seu pai, com quem vamos passar hoje de novo, tentando driblar essa falta. É a nossa família, filho. Vai ser difícil não me lembrar do seu pai entregando um presente nosso para cada um dos irmãos, depois para seu avô e sua avó. Como também não dá pra esquecer a Vovó me presenteando e dizendo o quanto tinha sonhado com alguém que amasse o seu pai naquela medida. Fica também a imagem do pote de geléia de morango que ele preparou para cada um dos meus irmãos, primos e tios, inclusive para os que nem conhecia, embalando e personalizando um a um com delicadeza. Alguns ganharam o presente e nem chegaram a conhecer seu pai. Mas sentiram o sabor da sua presença. Aqui, ali, em qualquer lugar: se não há mais o seu pai, ficou o seu aroma. E esse não vai sair de perto de nós".

Para mim...para sempre...laços de amor...não se desfazem...atam-se em nó...e é isso que penso em construir

sábado, 18 de dezembro de 2010

Girassol


Quando eu nasci era dia de sol...tenho certeza!

Ouvindo essa


Se eu pudesse mostrar o que você me deu
Eu mandava embrulhar, chamaria de meu
Melhor forma não há, pra guardar um amor
Então preste atenção ou me compre uma flor
Vem, me faz um carinho, me toque mansinho,
Me conta um segredo, me enche de beijo
Depois vai descansar, outra forma não há
Como eu te valorizo, eu te espero acordar
Se eu ousar te contar o que eu sonhei
Pode até engasgar, pagaria pra ver
Melhor forma não há pra provar meu amor
Eu te presto atenção, tento ser sua flor
Vem, te faço um carinho, eu te toco mansinho,
Te conto um segredo, te encho de beijo
Depois vou descansar, não vou te acompanhar
Espero que entenda
Vem, te faço um carinho, te toco mansinho,
Te conto um segredo ou te encho de beijo
Depois vou descansar, não vou te acompanhar
Espero que entenda e volte pra cá
Tiê

Rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte...amém


Congratulações aos excelentíssimos deputados distritais pelo pequeno aumento de salário com o qual nos brindaram neste final de ano. Se pelo menos o dinheiro saísse do nosso bolso e retornasse em forma de benefícios para a população...mas o que há é salário alto + verbas para funcionalismo fantasma e apadrinhados + propina+ caixa de pandora+ mensalão+ falta de vergonha na cara. Roubam, usurpam e ainda oram a Deus...qual deus?... E esse é o meu país. Ainda sonho com uma nação mais igualitária...será utopia?
Wandréa Marcinoni

Rememorar


Vou lhes falar de Lou Salomé...sim, aquela que encantou a três homens em uma única passagem...ela é símbolo liberal, amante inveterada, sentimental, interessada, gosta de possuir, é centro de um amor platônico que jamais seria concebido...anda à espreita...em cafés, bares, cabarés...há fumaça...há fogo...há sentimento vertiginoso. Lou Salomé por vezes adota o extremismo e induz pensamentos duvidosos. Não liga nem um pouco para questões de integridade. É fiel unicamente aos desejos do corpo e da alma...ludibria se for preciso...afinal para ela...os fins justificam os meios...Lou Salomé é uma antítese...uma dúvida...e hoje é a única saída.
Wandréa Marcinoni

Fato


E gosto das tuas histórias
E gosto da tua pessoa. dá um certo trabalho decodificar todas as emoções contraditórias, confusas, somá-las, diminuí-las e tirar essa síntese numa palavra só, esta: gosto. (Caio F. Abreu)

É mais fácil calar


— E você, por que desvia o olhar?

(Porque eu tenho medo de altura. Tenho medo de cair para dentro de você. Há nos seus olhos verdes certos desenhos que me lembram montanhas, cordilheiras vistas do alto, em miniatura. Então, eu desvio os meus olhos para amarrá-los em qualquer pedra no chão e me salvar do amor. Mas, hoje, não encontraram pedra. Encontraram flor. E eu me agarrei às pétalas o mais que pude, sem sequer perceber que estava plantada num desses abismos, dentro dos seus olhos.)

— Ah. Porque eu sou tímida.

Texto: Rita Apoena
Modificado por mim

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Você quer me biografar, mas não quer saber do fim...

Saia da bolha


Vítima de uma grave doença que enfraquecia seu sistema imunológico, David Vetter passou 12 anos protegido do mundo por uma barreira plástica criada pela Nasa. David só teve alguns segundos de liberdade entre a saída da barriga da mãe e a entrada no lugar que o isolaria por quase toda sua vida. Antes de nascer, em 21 de setembro de 1971, seus pais sabiam que ele poderia ter que viver numa bolha de proteção. O irmão de David havia morrido um ano antes, com 6 meses de idade, vítima da síndrome da imunodeficiência combinada severa (SCID, na sigla em inglês). A doença genética impede a fabricação de defesas pelo organismo e um simples resfriado pode ser fatal. David tinha 50% de chance de ter a doença. Mal nasceu e já foi direto para um ambiente totalmente esterilizado. Naquela época não havia cura para a síndrome. David foi obrigado a passar quase toda sua vida dentro de uma bolha plástica especial, num hospital de Houston, nos Estados Unidos. O ar que ele respirava era filtrado três vezes para matar possíveis germes. Tudo que entrava em contato com David era esterilizado. Em 1977, a Nasa criou uma roupa especial para que ele pudesse sair da bolha durante alguns minutos. A história chamou a atenção do mundo inteiro. Nos Estados Unidos, até um filme inspirado no caso foi lançado: O Garoto da Bolha de Plástico (1976), com John Travolta no papel principal. Essa história, porém, não teve final feliz. Aos 12 anos, David se submeteu a um transplante de medula para tentar restaurar seu frágil sistema imunológico. O tratamento não deu certo e alguns meses depois ele morreria.A operação, que atualmente, é mais avançada, impede a existência de outros garotos dentro de uma bolha. Entretanto, continua sendo difícil diagnosticar a doença, que atinge em média uma em cada 100 mil pessoas. Por isso, vários portadores da síndrome morrem antes dos 2 anos.
Fontes: mundo estranho + wikipédia

Festejar


Viver e ser feliz é tudo que se quer...eis que me vejo sonhando com tudo de bom...sexta à noite...com um sentimento alegre no coração...isso ninguém tira...sensação de tudo certinho...tem alma viva...tem dignidade...tem alma repleta de satisfação...tem amor por si mesma...tem ânsia de amar...viver naquela rua de ladrilhos...na casinha de tijolos que o lobo mau não derrubará...isso é muito bom...e viva la vida...que amar é tudo de bom...
Wandréa Marcinoni

Essa é a dica


Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.
Texto: Fernado Pessoa
Siga a dica Girassol

Do que é belo


O que me encanta é a linha alada
das tuas espáduas, e a curva
que descreves, pássaro da água!

É a tua fina, ágil cintura,
e esse adeus da tua garganta
para cemitérios de espuma!

É a despedida, que me encanta,
quando te desprendes ao vento,
fiel à queda, rápida e branda

E apenas por estar prevendo,
longe, na eternidade da água,
sobreviver teu movimento...
Nadador
Texto: Cecília Meireles

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Dois


Mr. Jones conheceu Miss Sofia em uma dessas esquinas da vida. Se esquivaram vertiginosamente durante alguns dias mesmo sabendo que estavam fadados àquele encontro. Marcaram então na noite de sábado. Quase houve um desencontro, posto que ele avisou a ela local e horário...mas ela...em sua visão míope só se ateve ao horário. Miss Sofia em nervos, esperava no primeiro andar...ele em sua traquilidade, chegou-se à ela ao natural . Falou...e mostrou a que veio. Ela...foi misto de susto com devoção...aquele não foi o melhor momento...estava com vestido de gala...amarelo...saltos altos e pernas trêmulas... Foi encontro sem expectativas. Melhores de fato foram os dias seguintes...quando ele se mostrou suave e ela devota. Mais conversas...menos enfrentamentos...mais descobertas...e mais motivação...miss Sofia não está serena...está com brilho nos olhos...coração em salvas...mente em movimento...está com saudades também. Mr. Jones está em viagem...e ela espera o seu retorno...Marcaram no aeroporto...no vôo número ímpar...na hora mais esperada...em um dia incerto...na manhã ou na tarde ou na noite. Ela só sabe que irá aplacar as saudades...no próximo dia feliz do ano de 2010.
Wandréa Marcinoni
Imagem: Marie Desbons

Se joga!!!

Momentos bons da minha vida





Pedro e Gabriel: dos momentos mais felizes que tive em minha vida...com certeza vocês dois fazem parte...são minha virtude...minha esperança...minha alegria...minha certeza...minha alma e tudo que possuo de bom.

Enquanto isso na escola...


Clique na imagem para ampliar

Vasculhando


"Quanto mais liberdade você me dá menos eu uso..."
Frases soltas na net...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Tudo muda num segundo


"Apenas doze horas podem alterar a trajetória de uma vida inteira. E, quando isso acontece, essas poucas horas, como os destroços saqueados de uma casa incendiada - o relógio calcinado, a fotografia rasgada de um momento feliz, a mobília enegrecida - podem ser ressuscitados das ruínas e examinados. Preservados. Explicados."
Trecho do livro " O deus das pequenas coisas" de Arundhati Roy

Hoje foi o meu bad hair day

Ouvindo essa:


Eu procuro um amor, que ainda nao encontrei
Diferente de todos que amei,
Nos seus olhos quero descobrir
Uma razao para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu o encontre numa fila de cinema
Numa esquina ou numa mesa de bar

Procuro um amor, que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou ate o fim
E eu vou trata lo bem,pra que ele nao tenha medo
Quando comecar a conhecer os meus segredos
Eu procuro um amor uma razao para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu gagueje sem saber o que falar
Mas eu disfarco e nao saio sem ele de la

Procuro um amor, que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou ate o fim
E eu vou trata lo bem,pra que ele nao tenha medo
Quando comecar a conhecer os meus segredos
Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar eu vou ate o fim
eu procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar eu vou ate o fim
Letra: Frejat
Adaptação: Wandréa Marcinoni
Imagem: Marie Desbons

Ser diferente é bom

Ela não gosta


Sou uma pessoa de datas e horas e momentos e comemorações...

Família


Para a wikipédia a família representa um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições. É um grupo de pessoas, ou um número de grupos domésticos ligados por descendência (demonstrada ou estipulada) a partir de um ancestral comum, matrimônio ou adoção. Fugindo um pouco dos conceitos pré formulados...diria que a família para mim...representa quase tudo que eu tenho para oferecer a alguém. Lógico que há uma gama de experiências e passagens em sua vida que afetam e influenciam sua forma de ver a vida, mas nada é mais intenso e profundo do que suas vivências familiares...desde o reconhecimento da voz da mãe logo após o nascimento...até toda forma de amor incondicional que lhe é oferecido. Minha família é minha base...meu porto seguro...o local para onde eu posso correr, me abrigar e pedir proteção...o lugar onde o colo vai estar sempre disponível e onde qualquer que seja meu erro...ele não será perdoado...visto que alguns não o devem ser...mas será entendido. Quero construir uma família a exemplo da minha...onde o amor e a união são o alicerce...saudades de casa hoje.
Wandréa Marcinoni

Gosto de me sentir leve


Há coisas na vida que me fazem bem feliz. Uma delas é ajudar alguém...só pelo fato de que ver o outro feliz me fará sentir assim também...e penso que isso vale mais à pena do que o carro do ano, o celular da hora, a roupa da moda ou o relógio colorido que troca pulseiras... Ás vezes em minhas idas ao salão...folheio as revistas típicas desses locais...principalmente a famigerada CARAS e me pego refletindo sobre o poderio do seu conteúdo em nossas mentes: lá encontramos luxo, beleza, corpos de deusas e deuses, bebidas e comidas requintadas, mega apartamentos para 2 pessoas...enfim...tudo que talvez...faça brilhar os olhos da maioria da humanidade...mas quando olho tudo aquilo...o que realmente penso é quão bom seria se passássemos a nos valorizar pelo conteúdo imenso de emoções, alegrias, qualidades e defeitos que estão em nossa alma...aí o mundo seria mais bonito, belo, esfuziante...ensolarado...Esse é o mundo que sonho pra mim...e você?
Wandréa Marcinoni
Imagem: Adolie Day

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Do desejo


Queria ter nascido passarinho...

Eu mesma não sei



Há pessoas que se entitulam: sérias, amigas, humanas, anti-preconceito, tímidas, fartas, sensíveis, rígidas, preconceituosas, antiquadas, frias, quentes, intensas, nem tanto, passivas, amenas, estranhas, cálidas, nervosas, verdadeiras, transgressoras, firmes, dúbias...não me auto defino...sou incerta...cheia de fraquezas e fortalezas...deixo isso para alguns observadores...são dignos da minha atenção...talvez cheios de certezas ou dúvidas...sou uma incógnita...indefinida...e assim me basto...
Wandréa Marcinoni
Imagem: Marie Desbons

domingo, 12 de dezembro de 2010

It´s love

Find

Sampleando


Para que depois não digas que fugi da verdade...estou a costurar meus intervalos...com pontos bem dados...firmes...dos quais você não será capaz de escapar...portanto...as máscaras e armaduras terão que cair...chega da dissimulação...ela não é necessária nem tampouco bem vinda. Minhas lágrimas há tempos já não caem com a freqüência habitual...e digo com maior convicção...seu tempo já passou.
Wandréa Marcinoni

Ouvindo agora


Eu tentei evitar
Liguei a tevê
E deitei no sofá
Desde que haja tempo pra sonhar
E assuntos pra desenvolver
Não é muito fácil desligar
Me dá pena do meu chinês
Por ele eu passava o dia inteiro
A meditar
Bebendo chá verde ele me diz
"Fica feliz que vai funcionar"
Mas eu tô feliz,
Eu juro pelo meu irmão
O saldo final de tudo
Foi mais positivo que mil divãs
Por isso que não adianta
Querer julgar
É cada um por si
Na sua
Própria bolha de ar
Mas o que eu penso mesmo
É encontrar alguém que me dê carinho e beijo
Me trate como um nenêm,
Me trate muito bem
Ah, eu só quero amor
Seja como for o amor
Seja bom, seja bom,
Seja bom, seja amor
Me faz mais feliz
Me dá asas pra fluir
E cantar o amor
Tiê
Imagem: Adolie Day