quarta-feira, 10 de maio de 2017

Promessa de vida

Que bom poder  dançar em local público, parar em barracas de flores e sair com buquês, mandar 500 quadradinhos comemorativos, fazer bonecos de neves e topos de bolo, andar sobre pétalas amarelas, fotografar ipês, subir três lances de escada, comer nhoque de abóbora demorado, ir num show após o trabalho, receber declarações de amor, fazer viagem inesperada pra ver a banda preferida, mudar de casa, correr pra sempre, segurar na mão por medo de avião, passar uma tarde de sábado debaixo das cobertas, fazer uma vida, andar de bicicleta, descobrir o plano. Que bom poder saudade ter.

Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário