quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Fragmento


Cansa-me ser assim quem sou agora:
Planície, morte, treva, transparência.
Cansa-me o amor porque é centelha.
E exige posse e pranto, sal e adeus.
Texto: Hilda Hilst
Imagem: Arquivo pessoal-Chapada dos veadeiros

2 comentários:

  1. Tb já estive aí!
    Gostei do lugar, mas não gostei do astral do post.
    quero vc sempre alegre!

    ResponderExcluir
  2. Hilda Hilst é maravilhosa em suas palavras, e a imagem esta perfeita! Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir