segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Concepção


Foi meu ledo engano achar que poderia mudar minha essência. Taí uma coisa que não se muda...é algo nitidamente impregnado...bem que eu tentei o impossível, mas vá lá: "o que não tem remédio, remediado está". Mas hoje os meus erros são já bem mais aprazíveis do que dantes por que como dizem os jargões populares:"é errando que se aprende!" e eu fui em um determinado tempo tomada pelas falsas verdades...e acompanhando aquela rotina enfadonha deixei de sorrir. Hoje, assumindo tantas culpas...sou capaz de perdoar a mim mesma...e já não quero mudar o mundo...ele é real e faz de mim um ser ao mesmo tempo incrédulo e sonhador. É claro e óbvio para quem me conhece que prefiro o segundo. Ele é mais a minha cara, além do fato do primeiro deixar a vida bem sem graça. Então hoje ergamos um brinde a mim, que eu mereço.
Wandréa Marcinoni
Imagem: Marie Desbons

Nenhum comentário:

Postar um comentário