segunda-feira, 19 de junho de 2017

Há algo de estranho

Há algo de estranho no ar
Há uma noite embaixo das nuvens
Há uma série de sussuros em meus ouvidos
Há cacos por baixo dos pés
Há dor latente em minhas pernas
Há as falas comuns e os gestos
Nada mais me comove
Ao mesmo tempo tudo me faz sentir
As lágrimas que rolam
Os sorrisos que se expressam em todas as bocas
O toque das mãos
Os gritos nos becos
Tudo então me comove
A criança que soluça
A menina que se entrega
Nada mais me comove
O corpo sobre a cama
A garota na praça de Copacabana
Subo ao apartamento
Lá não me reconheço
Lá nunca sou eu
É sempre o medo e a tensão
O sol arde lá fora
Meu coração estremece
Caminho e quero fugir
Não sou mais quem eu era antes
Nada mais me comove
Mas tudo ainda me faz sentir

Texto: Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário