terça-feira, 5 de julho de 2016

Quem do mundo se cala


Tranquei-me no quarto e guardei minhas lágrimas
Calei somente o necessário
Esse silêncio arma dura
Não sei se machuca de engolir
Mas eu cansei
Cansei da esperança e ela fugiu
Fiquei distante e cansada
E o cansaço que veio
Me fez parar
E ao parar, sentenciei:
Não há mais vagas no meu coração

Texto: Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário