sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Sem título

E de todo o seu sofrimento sobraram o tempo passado, as roupas reviradas, a temperatura do vinho, a cor vermelha, o semblante cansado, a falta de paciência, o choro contido, as palavras que nunca fala. Hoje ela deu pra calar, consciente de que a falta de novidades não dá mais manchetes nos jornais. Calou porque queria falar. Ainda fala sem pensar. Ainda tem medo do escuro. O seu quarto é fechado. Suas jóias escondeu na pequena caixa no armário. As estantes estão empoeiradas e nos livros faltam  páginas que foram arrancadas. Resolveu e fez. Trancou, escondeu a chave e esqueceu aonde.

Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário