quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Ouvindo agora

video

A transformação


Se há algo de verdade nessa vida. Esse algo é o que sinto pelo menino mais bonito. Que nem todo mundo saiba o que tem de especial. Que nem todo mundo saiba do que invade e toma conta. Que ninguém ouse imaginar, isso é aceitável. O difícil é o pouco tempo. É difícil porque coisa assim não se explica nem se entende. E há tempos que minha inspiração tomou outro rumo. Há tempos que peguei livros, músicas, fantasias e sentimentos e coloquei em um liquidificador em modo quebra gelo. Não é muito o tempo, mas se é assim que me parece, nada mais justo que viver.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Monet

Esperança


Imagem: Maurice Sendak

Meu filme favorito


-Ela parece distante, talvez seja porque está pensando em alguém.
- Em alguém do quadro?
- Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar, e sentiu que eram parecidos
- Em outros termos, prefere imaginar uma relação com alguém ausente que criar laços com os que estão presentes.
- Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.
- E ela? E a bagunça na vida dela? Quem vai pôr ordem?

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

domingo, 26 de agosto de 2012

Do jeito que as coisas são


A mesa da sala com flores artificiais falava a ela do sonho que passou. Era tempo frio. Do lado de fora ouvia bem perto o canto dos pássaros. No dia anterior havia andado pela rua de pedras e olhava ao longe montanhas com figuras de animais. Um rio passava ao final batendo nas pedras em um curso sem pressa. Até pensou que aquilo tudo era uma história encantada. Acolheu-me em prantos num caminho mal iluminado. Trouxe-me à superfície e me ajudou a respirar. Acalentou-me quando não consegui dormir. Pôs sorriso e fantasia. E hoje na sala com flores artificiais, fico esperando a hora que ele vai voltar.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Kulik Larissa