sexta-feira, 13 de julho de 2012

A casa vazia


Todo dia a mesma coisa, barulho, tv ligada, montes de brinquedos pelo chão, cama bagunçada, alegria, sorrisos, abraços quando entro pela porta da sala, um corre prum lado, um corre pra outro, eles gritam mamãe, muitos beijinhos, carinho e chamego.
A minha conversa de sempre:
-Pedro, posso te contar um segredo?
-Já sei mãe: Você ama eu e o Gabriel.
-Eu te amo também.
A gente brinca junto.
A gente vive junto.
A gente se entende.
A gente se ama.
Família de três.
Só que hoje, abri a porta e a casa parou.
Não teve corre corre, beijinho e abraço.
E aquele tempinho que eu queria pra mim não tá mais com nada.
O que eu quero é bagunça, barulho e carinho.
Texto: Wandréa Marcinoni
Em tempos de saudade

Nenhum comentário:

Postar um comentário