sábado, 31 de março de 2012

Uma palavra


Uma palavra. Disse-a. Amo-te - uma palavra breve.
Quantos milhões de palavras eu disse durante a vida.
E ouvi. E pensei. Tudo se desfez.
Mas houve uma palavra - meu Deus.
Uma palavra que eu disse e repercutiu em ti, palavra cheia, quente de sangue,
palavra vinda das vísceras, da minha vida inteira,
do universo que nela se conglomerava, palavra total. (...)
Uma palavra. A primeira que em toda a minha vida me esgotou o ser.
A que foi tão completa e absorvente, que tudo o mais foi um excesso na criação.
Deus esgotou em mim, na minha boca, todo o prodígio do seu poder.
Ao princípio era a palavra.
Eu a soube.
E nada mais houve depois dela.
Uma palavra: Amo-te.

Texto: Vergílio Ferreira
Imagem: Benjamin Lacombe

Nenhum comentário:

Postar um comentário