quarta-feira, 28 de março de 2012

Das saudades que eu sinto



Se um dia já homem feito e realizado
Sentires que a terra cede aos teus pés
Que tuas obras se desmoronam
Que não há ninguém
à tua volta par te estender a mão
Esquece a tua maturidade
Passa pela tua mocidade
Volta à tua infância e balbucia entre lágrimas e esperanças
As últimas palavras que sempre te restarão na alma:
Minha mãe, meu pai.
Texto: Rui Barbosa
Das lembranças do Franco Maranhense
Imagem: Arquivo pessoal

4 comentários:

  1. Das saudades que eu sinto vc certamente é uma delas!!!!
    bjsss

    ResponderExcluir
  2. Das saudades que eu sinto você também é uma delas. Amiga queridíssima. Amigos são a família que escolhemos ter.

    ResponderExcluir
  3. Lembrei de um ditado que diz: " Das pessoas que eu conheço...(pausa prolongada e expectativa dobrada) você é uma delas

    ResponderExcluir