terça-feira, 25 de outubro de 2011

A garota, o teclado e o girassol


A menina do outro lado da cidade tem palavras bem mais contundentes do que as minhas.
Eu tenho bem mais idade que ela.
Ela fala do mesmo que eu.
Ás vezes ela pragueja contra a humanidade.
Ela é só uma menina...uma menina crescida...quase ou já mulher.
Só que o amadurecimento precoce também gera dor...e tira a leveza.
Ela tem olhos grandes e amendoados e a face borrada de rímel barato.
Ela gosta de cappuccino...e tem um gato angorá...
Ela que foi quase filha, quase amiga, quase amante...
É ela que sente falta do seu Ringo Star...
É ela que tem lâminas nas mãos...
É ela que em súplicas abafadas diz que não te quer...
Eu aqui do outro lado da cidade concreto...sinto como ela...
Só que ela é lâmina que corta...e eu colo que afaga.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Arquivo pessoal
Falta de nitidez: Nokia E71

2 comentários:

  1. Muito bonito esse texto... me faz lembrar o finalzinho de "A Vida Secreta das Palavras".

    ResponderExcluir
  2. Gabriela, Posso dizer que qualquer comentário seu me deixa feliz por demais. Sou muito fã sua

    ResponderExcluir