terça-feira, 27 de setembro de 2011

Cotidiano


Ela escrevia à noite enquanto tomava uma taça de vinho...
Borrifava perfume na cama...
Dormia abraçada com um travesseiro...
Acordava no mesmo horário...
Não tomava café em casa...
Entrava no carro e colocava as mil bolsas no banco do passageiro...
Escolhia as músicas do dia...
Refletia com elas...
Trabalhava e trabalhava...
Mas em qualquer lugar e qualquer momento...fagulhas e relâmpagos na cabeça...
Pensamentos em polvorosa...
A pequena menina...dizia pra si mesma...pra descer...pra pousar...
A pequena menina esqueceu de escutar...
Vaga por aí pisando nas nuvens e se sentindo estrela...
E à noite escreve novamente só pra não perder o hábito...
Texto: Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário