quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A casa


Escolheu os acessórios enquanto ouvia música...
Fixou o olhar no espelho buscando detalhes escondidos...
Usou a roupa que lhe cabia em meio àquela situação duvidosa...
Calçou sandálias de couro...
Pensou que seria mais fácil se equilibrar se as usasse...
Colocou o celular no silencioso...andou até a sala...pegou a bolsa que estava sobre a mesa junto com suas anotações...
Naquele dia fazia sol...mas ela não tinha nitidez na alma pra enxergar...
Abriu a porta...e em seguida deu duas voltas na chave...tentativa vã de guardar ali só as lembranças boas...
Não pensou em favorecimentos...na verdade...apesar de pouco falar sobre isso...pensava ser apenas o justo...nem mais nem menos...
Janeiro virá...hoje ela pensa assim...
Como já pensou outras vezes em março, agosto e outubro...
Janeiro virá...e com ele...flores fora de hora...perfumes e incensos...tonalidades fortes, chão de barro, portas de vidro, céu na varanda...caixas de papelão colecionadas das portas dos supermercados...desordem momentânea, fagulhas sem fumaça...livros empilhados.
E quando terminar essa festa...com certeza..já será o carnaval...
Texto: Wandréa Marcinoni baseado em crônicas do novo lar
Conjecturas: Wandréa Marcinoni
Imperfeições e correlatos: Wandréa Marcinoni
Imagem: Broke Shaden

Um comentário: