segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Mozart, o menino prodígio


Casa onde Mozart nasceu


Sua música


Mozart guri

Joannes Chrysostomus Wolfgangus Theophilus Mozart, conhecido popularmente como Mozart, nasceu em Salzburgo em 27 de janeiro de 1756.
Mozart mostrou uma habilidade musical prodigiosa desde sua infância e Assim que o talento de Mozart foi reconhecido, o pai, músico experiente e violinista afamado, abandonou suas pretensões pedagógicas e compositivas para dedicar-se à educação do filho.
A educação musical que Leopold, pai de Mozart, um professor de primeira linha, proveu para seu filho foi em todos os aspectos completa e a presença da música na vida familiar era constante, tanto pela prática doméstica como pelas inúmeras atividades sociais em que a família se engajava, frequentemente envolvendo a música.
O pequeno Mozart aprendeu desde os quatro anos teclado, com cinco iniciou no violino e órgão, e já passou à composição.
A educação de Mozart além da música não é bem documentada, mas aparentemente Leopold providenciou para que ele aprendesse francês, italiano, latim e aritmética. As viagens internacionais, além de objetivarem lucro financeiro e buscarem a fama, também serviram para expor Mozart aos mais variados estilos, para que formasse o seu gosto e aprendesse técnicas novas. Leopold se preocupou também em contratar professores nessas viagens para complementar algum aspecto que lhe pareceu necessário.
Mozart Tinha baixa estatura, era magro e pálido, a varíola deixara marcas em seu rosto e Nannerl, sua irmã afirmava que ele não tinha nenhum atrativo físico, circunstância de que ele era consciente. Hummel e outros, contudo, lembravam de seus grandes e brilhantes olhos azuis, e o tenor Michael Kelly, que ele era vaidoso de seus cabelos bastos, finos e louros. Sua orelha esquerda era deformada, e a mantinha escondida sob o cabelo. Seus dedos também tinham deformidades, mas isso podia se dever à prática continuada no teclado. Em anos finais adquiriu uma papada e seu nariz se tornou proeminente, o que deu origem a piadas nos jornais. Embora essas descrições possam ser exageradas, em vários momentos se registrou sua preocupação de compensar sua falta de beleza física com a elegância nos trajes, sapatos e no penteado. Com todas essas especulações apenas nos fica nítida a presença incontestável da perfeição.

Fonte: Wikipédia, com algumas modificações

Nenhum comentário:

Postar um comentário