domingo, 3 de janeiro de 2010

Nem tudo que reluz é ouro


Quem me dera
Ao menos uma vez
Ter de volta todo o ouro
Que entreguei a quem
Conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora
Até o que eu não tinha...
Eu quis o perigo e até
Sangrei sozinho, entenda...
Renato Russo

Nenhum comentário:

Postar um comentário