domingo, 3 de fevereiro de 2013

Pra nosso momento


Eu sou o caule

dessas trepadeiras sem classe,

nascidas na frincha das pedras:

Bravias.

Renitentes.

Indomáveis.

Cortadas.

Maltratadas.

Pisadas.

E renascendo.


[Minha Cidade, Cora Coralina]

Nenhum comentário:

Postar um comentário