quarta-feira, 2 de maio de 2012

Da sinceridade


Hoje de manhã cedinho, antes dos guris irem para a escola, estávamos eu e Pedroca no quarto, enquanto Bielzinho na sala apertava sem parar teclas com letras e auto falante no laptop do Ben 10 ultramoderno que ele ganhou da tia Ana no último aniversário. Ecoava pela casa e provavelmente pelos apartamentos adjacentes : J-J-J-J-J-J-J-J-J-J em alto e bom som. Eu e Pedroca olhamos um para o outro e rimos sem parar daquela " letração" em uma hora em que muita gente ainda dorme. Amo esses momentos simplórios tipo"nada a ver com nada". Amo o sorriso sincero de criança. E aí é que um dia começa bem. Pelo menos pra mim.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário