sexta-feira, 23 de março de 2012

Ceciliando


O vento do meu espírito
Soprou sobre a vida.
E tudo que era efêmero
Se desfez.
E ficaste só tu, que és eterno...
Texto: Cecília Meireles

Nenhum comentário:

Postar um comentário