terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Poesia e poeira



Ai de quem ama

Quanta tristeza
Há nesta vida
Só incerteza
Só despedida

Amar é triste
O que é que existe?
O amor

Ama, canta
Sofre tanta
Tanta saudade
Do seu carinho
Quanta saudade

Amar sozinho
Ai de quem ama
Vive dizendo
Adeus, adeus

Texto: Vinicius de Morais
Imagem: Sonja Wimmer

Nenhum comentário:

Postar um comentário