quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Colecionando



Há coisas que eu não faço uso, mas que são impressas em mim por qualquer bagatela ou coisa que o valha. Eu não tenho o costume da paciência e não sei escrever em linha reta em papel sem pauta. Eu até que tentei me aventurar a trabalhos manuais, mas não fui bem sucedida, não fui feita pra isso. Quando cheguei em casa dei de cara com a porta trancada. Bati, mas ninguém me ouviu. Pedi, mas não houve resposta. Cansada sentei no chão e esperei. Esperei, mas sabia que não viria. Eu até gritei, mas ninguém me deu ouvidos. Tem sido assim esta última semana. Não posto as cartas, mas recolho as encomendas. Calço minhas pantufas verde musgo e caminho em silêncio até a cozinha. Hoje fiz biscoitinhos em formato de coração e aqueci água para o chá. Fiquei pensando que ao meio dia ela me parou no estacionamento e me falou do que eu já sabia. Depois pensei desde quando é assim. Esqueci de pensar. Preferi o chocolate quente na minha xícara nova com estilo vintage.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário