sábado, 17 de dezembro de 2011

Tempos modernos




Às vezes quando leio as coisas nesses inúmeros blogs que eu sigo, fico refletindo por que é assim?
Por que gostar dos doces, dos poéticos, ilustrados, sentimentais é a regra?
Será que procuro neles a identificação, o preenchimento dos sonhos, as alegrias ou será que é apenas pelo prazer de ler?
Eu tenho uma nítida preferência por expressões lúdicas, textos metafóricos, frases de amor, sentimentos intensos que por agora já nem tento disfarçar. Já me assumi como tal e tenho estado bem contente assim.
Tenho fugido na verdade dos que interpretam e me adicionam rótulos. A vida é tão mais que isso. Ela é difícil, trabalhosa, cheia de surpresas, mas ainda assim é tão bom estar nela. É tão bom amar e sentir o amor de volta.
Em épocas assim, uso meu vestido branco e o sapatinho de cristal e deixo todo o resto para o senhor tempo, afinal ele é bem mais sábio do que eu.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Kurt Halsey

Nenhum comentário:

Postar um comentário