quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Desabafo no agreste do planalto central


Setembro aqui na cidade concreto está de matar.
O ar é tão seco que nossa pele, nossos olhos e até nossas palavras só desejam que caia uma gota d'água desse céu.
Hoje está pior, pois o cerrado vem ao longo da saga "secura total" "ardendo em brasa" e "virando cinzas"...
Eis...que hoje abro a janela e dou de cara com o cinza misturado com a fumaça, misturado com o ar irrespirável...e nem sombra daquele céu azul Brasília...
Então escrevo textos, posto que não quero que o clima desértico atinja minhas já parcas palavras.
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Wilson Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário