terça-feira, 30 de agosto de 2011

Em poucas palavras


Ele a visitava todo dia...
Há muito tempo que ela não o via...
Mas todo dia ele estava ali...
E as palavras que ela tinha em mente se apagavam...evaporavam...sumiam e voltavam de outro jeito.
O sentimento não seguia essa rotina... dava a impressão que cada dia se agarrava mais em sua alma...
Esquecer para ela era lição árdua...e não sabia cumprir...
Pensava que amar não era pra qualquer um...e ser amado também não...
Mas achava que quando é pra ser, vem fácil que nem palavra de criança...sem medo...sem culpa...só vem...e é por si só...
E ela acha engraçado... ri por dentro...e esse sorriso aparece no seu rosto...e se havia lágrima e lenço molhado ela já nem lembra mais...
Porque amar para a doce menina tem perfume e imagem...e esses só ela sabe quais são...
Texto: Wandréa Marcinoni
Imagem: Martien Mulder

Nenhum comentário:

Postar um comentário