segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Bomba atômica


Todas as noites sigo meus rituais: chegar...reconhecer...afagar...cuidar...adormecer...reacender...provar...sentir...ler...entender...formular...escrever...esperar.
A espera contorna todos os sentidos e fica estagnada...tal qual uma estátua de mim mesma...mas que mantém em seu interior minúsculas e múltiplas partículas com tanta intensidade que apenas aguardam o tal momento...aquele único e inusitado momento em que tudo irá pelos ares...
Wandréa Marcinoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário