quarta-feira, 2 de junho de 2010

Minha casa amarela


“Com tudo prefiro pintar os olhos dos homens, mas que as catedrais, pois nos olhos há algo que nas catedrais não há, mesmo que elas sejam majestosas e se imponham, a alma de um homem, mesmo que seja um pobre mendigo ou uma prostituta, é mais interessante a meus olhos.”
“Pois bem em meu próprio trabalho arrisco a vida e nele minha razão arruinou-se em parte.”

Tratam-se de trechos de cartas de Van Gogh ao seu irmão Theo. As li em um livro tipo pocket...já há algum tempo...um livro que comprei na minha primeira viagem a Porto Alegre...hoje reli alguns trechos ouvindo starry starry nights...ler, ouvir e sentir...atividade constante...e conta com alguma melancolia...e o que às vezes me impressiona é que tais coisas me tornem viva...pois sou sentimento em todo o seu pleno sentido...e tenho em mim uma intensidade desenfreada que precisa ser digerida a cada segundo...não quero te mostrar, mas é impossível manter-se distante desses redemoinhos...então...afaste a tempestade...busque a força dos ventos e sinta iluminar-se...assim como eu

Nenhum comentário:

Postar um comentário