sábado, 6 de março de 2010

Do amor que nunca acaba


Ardendo de amor, as cigarras
cantam. Mais belos porém são
os pirilampos, cujo mudo amor
lhes queima o corpo!
Canção de camponeses do Japão

Nenhum comentário:

Postar um comentário