sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O Haiti é aqui


O Haiti é uma república presidencialista, que no século XVIII chamava-se Saint-Domingue e era governada pelos franceses. Era a mais próspera colônia do novo mundo. Após vários regimes ditatoriais, sua economia se viu completamente destruída e em ruínas. Cerca de 80% da população vive abaixo da linha da pobreza, sendo que aproximadamente 45% da população é analfabeta e a expectativa de vida apenas beira os 60 anos. Hoje essa mesma população se vê em meio a uma catástrofe natural de proporções devastadoras e é impossível não sentir profundamente por todos aqueles que lá estão de um modo ou de outro, incluindo também muitos brasileiros. Em meio a tudo isso deparei-me com uma notícia "twittada" que induz muita indignação: Louis Vuitton vai doar US$ 100mil, valor de cerca de 100 bolsas, à Cruz Vermelha no Haiti- indignação por perceber que o mundo capitalista não poupa nem mesmo situações trágicas para fazer suas jogadas de marketing e propagar um valor tão insignificante diante do seu poderio econômico...mas deixarei a indignação de lado, pois nossos irmãos num país tão pobre e sofrido merecem sentimentos de maior beleza. Somos todos iguais a despeito dos castelos construídos. Sempre seremos nós mesmos, mesmo que estejamos em palácios suntuosos. Portanto, sejamos todos o Haiti.

Um comentário:

  1. É incrível como a Wandréa consegue expressar em palavras o que penso... Pensei em postar algo sobre o Haiti em meu blog, mas vi que não preciso, de repente me bate uma inspiração e aí.. pode sair algo que preste, mas mais uma vez, faço de suas, minhas palavras... E realmente, neste mundo de$igual, muiats vezes perco as esperanças e olho para meus filhos e penso muito sobre o que eles herdarão, daí vem o Fabiano e me alcalma dizendo que basta que exista 1 bom para, quem sabe, este 1 possa mudar este mundo caótico no qual vivemos... E mais uma vez, bato na mesma tecla: "Vamos cuidar de nossas crianças, vamos dar educação, amparo, limites, segurança e o principal: amor!!! Nossa esperança são nossas crianças...
    Obrigada mais uma vez Wandréa, por me dar mais um belíssimo e necessário momento de reflexão.

    ResponderExcluir