sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Nenúfares on the wall ou O jardim de Monet



Já ouvi falar em nenúfares por três vezes, já as vi também em três momentos abstratos , mas desde que as vi até mesmo a palavra não habitual me invadiu de certo modo, como algo leve flutuando em minha mente...semelhante à nuvem branca que se defaz na passagem do avião. A primeira vez foi num quadro de Monet...uma imitação barata na parede da sala...que eu não cansava de olhar...com os olhos de alguém comum que quer invadir um mundo que não lhe pertence...de um jeito meio tímido e meio tosco. Mas não queria ficar na ignorância...logo eu? ávida por descobertas?...porque não abrir os olhos e enxergar de forma limpa?... procurei então num livro de arte...fugidia da escuridão...buscando mostrar conhecimento...impor sabedoria...mas foi aí que me perdi...me perdi porque tudo é tão belo...e leve...e simples que é melhor ver com os olhos de criança...

Nenhum comentário:

Postar um comentário