sábado, 19 de dezembro de 2009

Como perguntar ou Poeticamente falando



1- Me diga, a rosa está nua ou tem apenas esse vestido?

2- Por que as árvores escondem o esplendor de suas raízes?

3- Quantas igrejas tem o céu?

4- Porque choram tanto as nuvens e cada vez são mais alegres?

5- Para quem ardem os pistilos do sol na sombra do eclipse?

6- Que coisa irrita os vulcões que cospem fogo, frio e fúria?


7- As lágrimas que não choramos esperam em pequenos lagos?

8- Ou serão rios invisíveis que correm para a tristeza?

9- O que dirão da poesia os que não tocaram em meu sangue?

10- Para quem sorri o arroz com infinitos dentes brancos?

11- Quem gritou de alegria quando nasceu a cor azul?

12- Por que fica triste a terra quando aparecem as violetas?

13- Como ganhou a liberdade a bicicleta abandonada?

O livro das perguntas- Pablo Neruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário