sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Ele é poesia plena



Para apalpar as intimidades do mundo é preciso saber:
a) Que o esplendor da manhã não se abre com faca
b) O modo como as violetas preparam o dia para morrer
c) Por que é que as borboletas de tarjas vermelhas têm devoção por túmulos
d) Se o homem que toca de tarde sua existência num fagote, tem salvação
e) Que um rio que flui entre 2 jacintos carrega mais ternura que um rio que flui entre 2 lagartos
f) Como pegar na voz de um peixe
g) Qual o lado da noite que umedece primeiro.
etc
etc
etc
Desaprender 8 horas por dia ensina os princípios.
Manoel de Barros

Um comentário:

  1. Maravilhoso!!!! Manoel... Guimarães... de Barros... Rosa... quanta intimidade nas palavras por experiências tão próximas. Amei!

    ResponderExcluir